terça-feira, 30 de junho de 2009

Festa Boa...Mais que boa como sempre!


Texto e fotos: Carol Anchieta

No sábado dia 27 teve mais Dj Deeley e Milk Shake, mas desta vez acompanhados de Dj Feijão na já clássica Festa Boa no Arcobaleno.

Festa bombando como sempre mas desta vez um set especial para homenagear MJ. Seriam só uma ou duas músicas, mas a galera curtiu tanto que acabaram sendo seis ou sete...

Por mim poderia ter sempre, e como disse Milk Shake: "Sem Michael não existiria o rap!"

Bom, no mínimo a música não seria o que é hoje, principalmente os vídeo clips.

Pelas fotos dá para ver que não menti no post anterior de divulgação da Festa Boa: NÃO DÁ NUNCA PARA PERDER!

A próxima aviso aqui!

Valeu!

OBS: tem ainda mais da dupla Milk Shake Dj Deeley em Canoas no show de aniversário de 70 anos do município, onde tocaram também, MV Bill e Titãs, mas como to muito cansada (dá para ver pela hora do post) vou ficar devendo para amanhã ou depois.


Rio Party - Drakkar Music Hall




Texto e fotos: Carol Anchieta
ziners@gmail.com

Todas as sextas feiras Dj Deeley e Milk Shake comandam o começo da noite na Rio Party que agora rola no DRAKKAR MUSIC HALL na Plinio Brasil Milano.

Todas as sextas feiras Dj Deeley e Milk Shake comandam o in da noite na Rio Party que agora rola no DRAKKAR MUSIC HALL, na Plínio Brasil Milano.


A próxima no dia 10 de julho, semana que vem, não perde! O lugar é bacana, bonito mas é bom chegar cedo por que a fila é grande!


Endereço: Avenida Plínio Brasil Milano, 1185







Saber para amar ainda mais...

Por Carol Anchieta
ziners@gmail.com

Leiam: TARABORRELLI, J. Randy. "A Magia e a Loucura"


Essa é a minha sugestão para quem (assim como eu) sempre amou MJ e vai sentir muito a sua falta .

Este livro que li no verão e me esclareceu muitas coisas, dá para entender pelo menos um pouco o por quê de uma vida tão conturbada... Bom, se o pai na primeira declaração pública após a morte do filho declara, feliz da vida, que vai lançar uma grvadora, já dá para imaginar o que foi passar a infância com este pai...
Resultado de 30 anos de pesquisa e centenas de entrevistas, não há uma resposta definitiva nas quase 700 páginas da extensa biografia. Embora se trate de uma biografia não- oficial -, o livro de J. Randy Taraborrelli faz um histórico detalhado da carreira do astro e principalmente de seu histórico pessoal e familiar.

A edição que chega ao Brasil é a versão mais atualizada da biografia, que saiu pela primeira vez nos EUA em 1991. Taraborrelli passou mais de 30 anos em pesquisas e entrevistou, além do cantor, centenas de fontes. "Não levei 30 anos para escrever o livro, levei 30 anos vivendo-o. A última vez que o atualizei foi no final de 2004, pouco antes do início das sessões do último julgamento.", diz Tamborelli.
Para mim a imagem que fica é a da infância, talvez por que ele lembre muito um primo meu querido quando criança, mas principalmente por que uma criança com aquela talento duvido que vá existir novamente.


Na minha lembrança irá ficar esta música cantada por ele com este rostinho... E na sua?


quarta-feira, 24 de junho de 2009

Vai perder? Vê no post anterior por que é melhor ir...

NO SOM:
DJ DEELEY
DJ FEIJÃO
MILKSHAKE

ELES NA LISTA: 10
SEM LISTA: 15
ELAS NA LISTA 5
SEM LISTA: 10

LOCAL: ARCO BALENO - RUA JOÃO ALFREDO,557 - CID. BAIXA - POA/RS
LISTA PARA festaboa.festaboa@gmail.com

terça-feira, 23 de junho de 2009

Festa Boa. Por que? Quem sabe, sabe...

Lembram das reuniões dançantes?

Das festas na garagem do Marquinhos, do Joãozinho, em fim, dos amigos mas chegados da escola?

Onde as mães deixavam a gente na porta e nos buscavam um pouco antes da meia noite?

Onde a gente reencontrava os amigos do colégio ou os amigos do bairro, ou até mesmo os que se viam pouco e que aproveitavme essasfestinhas para por o papo em dia? Era o melhor momento da semana... Onde, como tem dito Marisa monte: "Toda tristeza, deixa lá fora, chega pra cá!"

Onde não importava a tua roupa, o quanto tu tinha para gastar, o que tu é ou de que família tu vem, por que o mais importante ali era tu fazer parte daquela turma onde tu tinha certeza que todos ali são teus amigos para o que der e vier e são (como dizem as minhas antigas colegas da escola, ver em http://dearcarolforyou.blogspot.com/) "amigos tão antigos que são do tempo do Guaraná com rolha".

Pois é exatamente esse o sentimeto na Festa Boa, comandada por Milk Shake, Dj Deeley e Dj Feijão. E a última edição da Festa que comemorou uma ano isso ficou muito claro.

Amigos que só quem fez parte da "velha guarda" do rap Porto Alegrense entende. Amigos do tempo em que se pegava o bus para ir no só com a grana da passagem (e olhe lá)...

Amigos do tempo em que se ficava horas esperando para fazer só o refrão do grupo de um amigo num festival com 500 mil bandas de rap que nãoa cabava nunca...

Amigos do tempo em que se comprava as bases no Tinga e se trocava idéias na galeria em frente a loja sobre amadoras mas sinceras produções, onde o que importava era o oamor pela música, pela rima, pela diversão...

Amigos que para ajudar diziam sinceramente quando a letra ou a base não estava muito legal e não espalhava essa opinião pelo youtube ou pelo orkut e selva essa opinião com um aperto de mão...

Fazer parte deste grupo seleto é privilégio para todos, quem chegou depois é bem vindo, mas a essência não é a mesma...Só quem foi no Jara, na loja do Tinga, nas festas do DJ Luizinho ou viu o tocar no JClip me entende.

Em fim, a Festa Boa só não é mais boa por que não aconteceu lá pelo final dos 80 e início dos 90.

Confere nas fotos o aniversário de um ano da Festa Boa e não perde a orpotunidade de ir no próximo sábado para sentir um pouco pelo menos do que eu e quem me entendeu sente...


Arraiá style!

TODOS CONVIDADÍSSIMOS PARA A
FESTINHA JUNINA MAIS ESTILOSA !
Informações:
http://www.swell.com.br/

meninasintimadas.blogspot.com

Guris apenas 3 pilas e gurias free.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Quer dançar? Então aprende com quem sabe!

Por Carol Anchieta
ziners@gmail.com


Antes de fazer faculdade de jornalismo eu fazia Educação Física, e durante algum tempo fiz parte de um grupo de street dance dos quais me remetem algumas melhores lembranças da adolescência entre os meus 15 e 18 anos (um dia posto algumas fotos aqui para vocês verem, só não vale rir).

Naquela época (1995) tinham muitos grupos no país, entre os que se destacavam estavam o Dança de Rua do Brasil de Santos (SP) e o Street Hear Beat de Curitiba. As aulas de street dance lotavam as academias e os professores e grupos tinham vários vídeos com shows e aulas para quem quisesse aprender.

Passada a febre eu mesma parei de dançar, tomei outro rumo e aos poucos os grupos foram acabando ou tendo menos destaque, tem um pessoal do Dança de Rua que ainda trabalha com dança, continuam com os grupos e tal, mas não era como antes...

Eu sinto muita falta de dançar, sinto não ter continuado mas a vida é assim mesmo... Mas, continuo gostando de tudo o que diz a respeito a dança e esse assunto sempre me chama a atenção. E não é que para minha alegria, eu como fã de seriados gringos vi em um dos meus canais favoritos o Warner Channel um Reality Show de street dance??!!!

É o Randy Jackson presents America's Best Dance Crew"




O programa tem como jurados nada menos do que Shane Sparks ( um dos coreógrafos mais bem conceituados da gringa), Lil' Mama e o ex-N'Sync, JC ( mesmo o cara ter sido integrante de uma boy band, a mesma do Justin Timberlake, não dá para negar que dançavam muito).

O Reality Show é para quem faz, ou fez, parte de qualquer grupo de Hip Hop. O programa funciona como uma competição, esegue o mesmo modelo do American Idol. Mas é muito melhor pois coloca os melhores grupos de dança hip hop dos EUA frente a frente o que deixa tudo com cara de batalha de rua. Os vencedores com um contrato para uma turnê internacional.

Hoje começou um nova temporada e 10 equipes foram selecionadas para participar da competição. As equipes escolhidas foram: A.S.I.I.D., Boogie Bots, Distorted X, Fanny Pak, Phresh Select, Sass x7, SoReal Cru, Super Cr3w, Supreme Soul e Xtreme Dance Force.

O programa vai ao ar de segunda a sexta, às 17h na Warner Channel (47 na net).


Para saber mais é possível pode assistir á vídeos completos das temporadas passadas pelo site http://www.mtv.com/ontv/dyn/dance_crew/videos-full-episodes.jhtml.

O link é da MTV gringa, mas eu aqui acompanho pela Warner, que não tiver NET já fica aí adica para assistir pelo you tube.

Quem é b.boy ou tem um grupo de street dance é uma ótima fonte de idéias, cada grupo é diferente e misturam um série de movimentos de dança com muita acrobacia, bem dança da rua mesmo.

Aqui eu postei aqui um vídeo do meu grupo preferido da temporada passada o Kaba Modern.
É só dar um pause ali no ipod e curtir o vídeo!



quarta-feira, 17 de junho de 2009

Um grande passo para melhoras futuras mas que exigem mudanças agora.

Texto e fotos por Carol Anchieta

No sábado, dia 13 de junho, aconteceu o 1º Encontro Estadual de Hip Hop, promovido pela Assembléia Legislativa. A idéia do encontro era divulgar a Lei 13.043 de 2008 que instituiu a Semana Estadual do Hip Hop e o dia do Hip Hop Gaúcho anualmente no dia 08 de maio, lei proposta pelo Deputado Estadual Raul Carrion. O evento contou também com o apoio dos deputados Ronaldo Zulke e Mano Changes que há algum tempo mostram-se simpatizantes do hip hop.
O encontro lotou a assembléia e teve a participação de mais de 20 cidades gaúchas e de fora do estado como Chapecó de SC e Londrina do PR.

A frente do evento Mano Oxi, conhecido na cena gaúcha como Mc do grupo DNA (Dinastia Negra Absoluta) e hoje Presidente Estadual e Vice Nacional da Nação Hip Hop Brasil.


Na bancada alguns nomes já conhecidos da cena do estado como Nitro Di, Px (Revolução RS), Tamborero (NH) que lembrou a importância desse momento não só para o hip hop mas também para juventude negra.

Ted (CIA Hackers Crew) que foi representando o Instituto Trocando Idéia lembrou (com toda razão), a importância da qualificação do hip hop na parte técnica. O evento também contou com outros convidados envolvidos na questão da lei como os já comentados Deputados Raul Carrion e Mano Changes e também Toni C, membro da Nação Hip Hop Brasil, que considerou aquele momento como uma nova “Revolução dos Farrapos” e sentia-se honrado por estar ali a convite dos “manos” e não da própria Assembléia.

Até mesmo um representante do Movimento Rastafári esteve presente, mas não foi muito bem recebido pela platéia, acho que por que como ele mesmo disse em um longa fala: ”Quando se chega em um movimento diferente deve-se saber o momento de terminar de falar”. Mas a fala dele apesar de longa foi pertinente principalmente quando disse que “devemos ser aquilo que somos”.

Após algumas falas dos presentes a mesa sobre a importância da lei 13.043 e do que isso representa para a cena gaúcha, foram homenageados os principais veículo de comunicação do Hip Hop nas categorias Programa de TV (Hip Hop sul da TVE), Rádio (Dj Piá com o programa Projeto Rap Porto Alegre na Ipanema FM) e Internet (Site Adversus , feito por Nitro Di) .

Encerrando as falas o Deputado Estadual Raul Carrion, foi muito feliz ao declarar que ele propôs a lei, mas que agora ela é nossa devemos usá-la.
Bom, essa é a questão: E AGORA? O que será feito com toda essa gama de oportunidades que nascerá a partir dessa lei?

Ainda será preciso esperar, pois agora vai ser encaminhada uma emenda pelo legislativo para ser aprovada em assembléia, mas até lá algumas outras coisas poderiam ser pensadas...


Após as falas que levam à esperança de mudanças...

Terminada a parte mais burocrática do evento foi realizado o espetáculo “O Hip Hop Criado na Rua” com a participação de diversos grupos. O que começou de uma ótima maneira, com a muito bem vinda volta do grupo Revolução RS que sempre fez falta a cena, não teve uma boa continuação... Uma pena, por que lá estavam nomes de qualidade da nossa cena como Nego Prego, Amarelo , Dj Only Jay, Branco e Bijú, isso só para citar alguns.

É muito nobre a intenção de dar espaço para vários grupos em um mesmo evento, mas já se teve provas em que se isso não é feito com um prévio planejamento, tanto de tempo quanto de equipamentos, não dá certo, e o resultado: SOM RUIM, ENTRADAS ERRADAS, BRIGAS NO PALCO COM O MICROFONE ABERTO e um público já entediado e sem entender o que acontece num palco onde há crianças correndo, gente discutindo e pessoas demais circulando.

E não adianta dizer que é por que “a vida não é mil maravilhas e que essas coisas acontecem”, por que com planejamento esse tipo de “imprevisto” não aconteceria. E Duvido que todos os grupos que lá tocaram não sentiram-se frustrados por não terem sido bem recebidos tecnicamente.

E só digo isso baseada no fato de que TODOS, que estavam no palco tanto tocando como na organização, já tem o mínimo de 10 anos no rap.

Façamos então uma reflexão: de que adianta verba, projetos e leis se o que é essencial, que não precisa de dinheiro, nem de aparelhagem não acontece: ORGANIZAÇÃO.

Por que o mais difícil que era conseguir entrar na assembléia, a quase aprovação de uma lei se conseguiu, e quando é para fazer o mais fácil, que é mostrar o que a maioria ali está cansado de fazer, as coisas não dão certo?

Então espera-se que com a aprovação dessas leis, que com certeza já foi um grande passo, elas sejam aplicadas em FORMAÇÃO, PREPARO, CONSCIÊNCIA de MERCADO e GESTÃO DE CARREIRA, por que antes do dinheiro, isso é o mais essencial em qualquer trabalho que se proponha a fazer.

Boa Sorte aos que estão a frente disso, muitos esperam o melhor.

Confiram as fotos para ver quer a anergia no evento era ótima, e esperamos que as intenção lá planejadas sejam efetivamente realizadas.










Hip hop from Israel

Por Patrícia Spier

Hey, fella. O que você sabe sobre Israel? Creio que as primeiras tags que vem em mente sejam guerra, bombardeio, conflito, homem-bomba. Fora estes problemas reais, lá tem uma produção muito forte de hip hop. (Esclarecendo que a origem dos homens-bomba não é israelita, mas sim árabe).

Israel faz fronteira com territórios que mantém conflitos históricos, como Faixa de Gaza, por exemplo. Recentemete as duas regiões travaram guerra, quando o grupo Hamas, de origem islâmica, e o exército israelense declararam fogo no final de 2008. Isto se estendeu até o começo desse ano.

Não diferente a qualquer país que produza hip hop, Israel tem uma grande safra de grupos do gênero, desde o começo dos anos noventa. Os artistas que impulsionaram o movimento foram do grupo Shabak Samech. No som, eles incluíam rapcore, dancehall, ska e funk. Por isso, eram comparados com Rage Against the Machine, Red Hot Chili Peppers, Jimmy Cliff, entre outros da época. Claro, os caras eram muito influenciados pela cena norte-americana.

No começo, as canções dos rappers israelitas falavam de tudo, do terrorismo e da religião. E na medida em que o conflitos entre a população árabe e população judaica se instauravam, o hip hop documentava os diferentes pontos de vista das duas etnias, visto que Israel tem maioria judaica, mas também origem muçulmana.

Hoje, a maioria dos rappers judeus tende a ignorar a situação política entre árabes e povo judaico, mas frequentemente se referem à situação econômica do país em suas músicas. Desde 2001, com o surgimento de novos grupos de hip hop, a maior parte dos assuntos é sobre a essência do movimento e também sobre cultura de rua, drogas e hedonismo.

Uma curiosidade peculiar do Estado de Israel é que o governo apóia os artistas locais, no que diz respeito a suas turnês, pois entendem que os grupos levam a cultura e a diversão típica dos jovens israelitas a outros países.

As bandas recentes tem bastante influência de reggaeton, como aparece na música dos caras do Shabak, na foto, (myspace.com/hashabak), vide a segunda música “Boom Carnival”. Se você não entender a letra, pois é cantando na língua local, hebraico, sem problemas. Essa música fala sobre diversão em festas, gatinhas, enfim. Já no resto da obra dessa banda, aparece um rockão esquisito, mas legal.

*
*
Outras bandas interessantes de Israel:
*
*

myspace.com/peledamportega

myspace.com/quamidelafox

myspace.com/guymar

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Aniversário da Festa Boa!





Aniversário da FESTA BOA no Arco Baleno!!
Sábado Dia 13 de junho

No Palco Pocket show com:
Dependentes e Proffeta
No Som:

Dj Deeley

Dj feijão

Milkshake


Local: Arco Baleno - Rua João Alfredo, 557 - Cid Baixa - POA
Ingressos: Eles 10 na lista e 15 sem listaelas 5 na lista e 10 sem lista
Nomes na lista para: festaboa.festaboa@gmail.com

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Resposta sobre dúvida postada anteriormente....

Resposta de Cássio de A. Maffiolett (Péia) Casa do Hip Hop KSULO, sobre o post anterior:

"As reuniões que estão indicadas terão encaminhamentos Conferência Livre de Seguraça Pública do Hip Hop dia 06 será encaminhado documento para a conferencia nacional de Segurança Públicaque acontecerá em Agosto.

Audiência Pública do Hip Hop dia 09 de junho de 2009, terá presença de10 deputados mais os convidados indicados, com registro de imprensa,registro interno da Assembléia Legislativa, tendo que terencaminhamento no legislativo, judiciário e executivo, tornando-semais uma ferramenta para a contrução de uma emenda que destine umaverba fixa anualmente para a lei, que ainda não existe verba.

1º Encontro Estadual de Hip Hop será um evento de cunho político paraprecionar políticas públicas, tendo a Lei 13.043/08 e Lei 057/07 comonossa ferramenta política. Quantos aos grupos que se apresentaramainda está aberto, basta se inserir no processo. Reunião toda TerçaFeira ao 12h na sala Salzano Vieira na Assembléia Legislativa."

Então, tá! Estaremos esperando os resultados, que seja o melhor para todos.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

"MOVIMENTO HIP HOP GAÚCHO". QUEM?


Alguém pode me dizer por favor o que sai de tanta reunião que esse chamado "Movimento Hip Hop" (que ninguém sabe quem faz parte e o que faz exatamente) realiza com tanta frequência???
É sabido que dessas reuniões saiu a "Semana do hip hop" mas o que é EXATAMENTE isso??

COMO SÃO ESCOLHIDOS OS GRUPOS?
QUEM PODE PARTICIPAR?
QUANTO VEM DA SECRETARIA DE CULTURA PARA ESTE EVENTO?
QUEM ADMINISTRA ESSA VERBA?
HÁ PRESTAÇÃO DE CONTAS?


Eu não estou nem um pouco interessada em participar disso, meu trabalho é outro, mas como recebo sempre as divulgações de algumas dessas reuniões e vejo que mais tarde nada acontece de diferente, além daquele mesmo palco montado em algum canto da cidade acho que é dever de quem organiza essas reuniões fazer a diferença investindo no crescimento da cena.


Fica aí então mais uma dessas datas que recebi por e-amil para quem quiser participar (e depois cobrar):


*CALEDÁRIO DO HIP HOP GAÚCHO


*Conferência Livre de Seguraça Pública do Hip Hop dia 06 de junho de2009 na sala Salzano Vieira da Cunha, 3º andar da AssembléiaLegislativa do RS em Porto Alegre.
*Audiência Pública do Hip Hop dia 09 de junho de 2009, 9h no Plenarino,3º andar da Assembléia Legislativa do RS em Porto Alegre.Pauta:LEI 13.043, de 30 SETEMBRO DE 2008, Institui a Semana Estadual do Hip Hop a serrealizada anualmente.
Convidados:Secretaria Municipal e Estadual de Cultura e Educação, Fundação deAssistencia Social e Cidadania (FASC), Secretaria de Segurança Públicae Entidades ligadas ao Movimento Hip Hop. (((que entidades são essas????))

* 1º Encontro Estadual de Hip Hop
Teatro Dante Barone (Assembleia Legislativa) - a partir das 14hs
LEI 13.043, de 30 SETEMBRO DE 2008, Institui a Semana Estadual do Hip Hop a serrealizada anualmente.
Shows e apresentação de Hip Hop do RS e Gravação do DVD Ômega Hip Hop.


E-mail assinado por:

Cássio de A. Maffiolett (Péia) Casa do Hip Hop KSULO